Posts Tagged ‘ravin’

Listinha da Semana: 10 de fevereiro de 2017

10 de fevereiro de 2017

Segunda

– BORDEAUX CLUB DES SOMMELIERS BRANCO SEC – Pão de Açucar

– CHÂTEAU VRAI CAILLOU BORDEAUX BLANC 2011  – Ravin

Terça
– Txakoli de Alava Hondarrabi Zuri 2014  – La Charbonnade
Quarta 
– di Lenardo Pinot Grigio 2014  – World Wine
– Fantinel IGT Delle Venezie Ribolla Gialla 2013 – Wine.com.br
Quinta 
– Quinta de Saes Reserva Encruzado 2012 – Mistral
– MUNDAENCRUZADO 2011 Quinta do Mondego  – Vinci
imagens

Clique aqui e ouça os áudios da semana.

Anúncios

Listinha da semana: 21 de outubro de 2016

21 de outubro de 2016
Sideways 
– Zinfandel Parducci 2014 Mendocino  – Mistral
– Barefoot Merlot  – Wine.com.br
Somm 
– Chauvot-Labaume Bourgogne Chardonnay   – Winestore.com.br
– Vitral Viña Maipo Chardonnay Chile (Casa Blanca)  – Ravin
Um Bom Ano 
– Chateau de Brigue blanc Signature 2013  – Wine Lovers
– Domaine Saint Ser Cuvée de l’Oratoire 2013  – Chez France
The Vintner’s Luck
– Craggy Range Riesling Glasnevin Gravels 2013  – Decanter
–  Yealands Way Riesling Marlborough  – Pão de Açúcar
Clique aqui e ouça os áudios da semana.

Clique aqui e ouça os áudios da semana.

Listinha da Semana: 01 de Abril de 2016

1 de abril de 2016
Madonna

– Inspiración bodegas Valdemar Tempranillo blanco 2013 – Mistral
– VIÑA GRAVONIA CRIANZA 2004 VIÑA TONDONIA  – Vinci
Adele
– Barbaresco Montubert DOCG 2009 Icardi  – World Wine
– Vinho Barbaresco Suoi La Morra  – Santa Luzia
Shakira
-Vinho Quara Syrah Argentina  – Imigrantes bebidas
– VITRAL SYRAH 2012 Viña Maipo – Ravin
– Vinho Chileno Viña Tarapacá Cosecha Carmenére  – Sonda
Beyoncé
– Icône de Château de Rougerie Bordeaux Supérieur 2012 – Wine.com.br
– BORDEAUX CHÂTEAU PEYRUCHET 2013  – Evino.com.br
–  COPPOLA ROSSO & BIANCO SHIRAZ 2012 (Syrah e 3%viognier) SONOMA  – Ravin
Clique aqui e ouça os áudios da semana.

Clique aqui e ouça os áudios da semana.

Riesling X Garrafa azul

2 de fevereiro de 2012

(to read in english, please scroll down)

Impressionante como é dificil convencer as pessoas para que tomem vinho alemão.

precisão alemã nos aromas

O trauma da garrafa azul ficou tão profundo que mesmo gostando do vinho, as pessoas não têm coragem de assumir. Posso mostrar um grande vinho aos alunos, quando descobrem que é alemão, é inevitável a cara da nojo e vergonha…eca, vinho alemão…mesmo – minutos antes – tendo tomado o vinho às cegas e apreciado. Como educadora, é meu trabalho mostrar o que vêm fazendo os alemães sérios que acreditam em sua viticultura e trabalham duro para produzir ótimos vinhos.

Eis um exemplo. Bem mais caro que uma garrafa azul, mas é algo digno do que deve ser a boa viticultura alemã.

Um aroma super aberto e limpo, parecia uma barraca de frutas, ou uma salada de frutas brancas, pêssegos, maçãs vermelhas, com vários aromas misturados, bem intenso, sem ser enjoativo ou exagerado. Um toque mineral bem leve, lembrando um pouco de cal e algo gasoso. Na boca tinha uma doçura delicada de fruta branca também, ótima acidez, refrescante e fina e um picantinho, como se tivesse gás carbônico. Um final delicado, longo, saboroso, precioso.

Egon Müller Scharzhof 2009 – Riesling – Mosela, na Ravin

Riesling X Blue botlle

Impressive how difficult it still is to convince people to drink German wine.

The trauma of the blue bottle was so deep that even when they enjoy german wine, people do not have the courage to say they do. When in a blind tasting, studentes love some wine and then, later, I tell them it is German, they frown,they  look ashamed of having loved a german wine……. yuck, German wine … As an educator, my job is to show what serious German winemakers have been doing making serious changes in their viticulture and work hard to produce great wines.

Here’s an example. Much more expensive than a blue liebfraumilch bottle, but it is something that represents well the good German viticulture.

A super open and clean scent, like a fruit stand, or a salad of white fruit, peaches, red apples, mixed with various flavors and intense without being over the top. A very light mineral, resembling something of lime and gas. The palate had a delicate sweetness of white fruit as well, great acidity, refreshing and a fine spiceness, like white pepper, like carbon dioxide. A final delicate, long, delicious, precious.

Egon Müller Scharzhof 2009 – Riesling – Mosela, na Ravin


%d blogueiros gostam disto: