Posts Tagged ‘Punto y Coma’

FOLHA DE SÃO PAULO: Garnacha: mediterrânea e selvagem

17 de outubro de 2014
Garnacha: mediterrânea e selvagem

Espanhola na origem, hoje a uva garnacha é, sem sombra de dúvidas, responsável por alguns dos vinhos mais interessantes produzidos na bacia mediterrânea.

Apesar da origem, a garnacha é, talvez, mais conhecida como grenache, seu nome francês. Na França, a denominação de origem mais famosa de vinhos de grenache é Châteauneuf du Pape, no Rhône. Apesar de não ser produzido 100% com a uva, geralmente ela é a protagonista no corte. Também há tintos potentes no Languedoc e no Roussillon, onde se produzem tintos fortificados, vinificados como os Portos.

No século 13, a uva viajou com os espanhóis que colonizaram a ilha da Sardenha, na Itália. Lá é chamada de cannonau e é a variedade responsável pelo vinho mais importante da ilha, o Cannonau di Sardegna.

Eu disse espanhola na origem? Sim. Mas espanhola, sobretudo, no caráter. Ela tem uma natureza selvagem, de taninos firmes, frutosidade suculenta no meio de boca e força alcoólica.

Foi essa capacidade de produzir muito álcool que fez com que, durante muito tempo, ela fosse vista como uma uva menos nobre.

Nos anos 1990, passou a ser um ícone da nova viticultura –a viticultura que olha para trás, para o velho, para as origens, buscando uma certa essência cultural.

Isso aconteceu quando produtores redescobriram a região do Priorato, na Espanha, e notaram que vinhas muito velhas e sofridas de garnacha davam vinhos densos, ricos, poderosos e longevos, como muitos dos que encontramos hoje.

PUNTO Y COMA 2009
Apimentado, com notas de geleia de frutas e chocolate amargo. boca cheia e taninos firmes, frutado e rico
Origem Catalayud (Espanha)
Quanto R$ 74,80
Onde Almeria (tel. 11/3492-3204)

YALUMBA OLD BUSH VINE 2013
Frutas frescas, pimenta e ervas secas. Taninos finos, magrinho, com um toque vermutado no final. Precisa de decantação
Origem Barossa (Austrália)
Quanto R$ 149
Onde Kmm (tel. 11/3819-4020)

VIA TERRA 2010
Intenso, frutado, muita geleia e algo de ervas provençais e baunilha. Bem frutado em boca, taninos presentes, mas redondos, final intenso
Origem Terra Alta (Espanha)
Quanto R$ 98
Onde Península (tel. 11/3822-3986)

CHÂTEAUNEUF-DU-PAPE ABEL PINCHARD 2011
Lembra carne, temperos e tem fruta também. Firme, tânico, com boa acidez e um final delicado
Origem Ródano (França)
Quanto R$ 170
Onde Casa Flora (tel. 11/2186-7676)

Listinha da Semana! o5.o6.14

6 de junho de 2014

Uvas Autóctones Espanholas

 

Rias Baixas

– Señorio da Regas 2011  – Cultvinho
 
Bierzo
– Lagar de Robla Premium 2008 – Vinci
 
Bobal
– Domínio De La Vega 2010 – Viníssimo
 
Utiel Requena
– Makor 2007 D.O Utiel Requena – Wineexress
 
Yecla
– Altos del Cuadrado 2009 – Almeria
 
Jumilla
– Hecula Monastrell 2011 – Almeria
 
Catalunha
– Punto y Coma 2009  – Almeria

Ouça: Colunas e Listinha da Semana!

9 de agosto de 2013

05/08/2013 – Colunista dá dica de vinho para o pai moderno, que gosta de experimentar novidades

06/08/2013 – Vinhos com nomes engraçados para os pais divertidos

07/08/2013 – Dia dos pais esportistas serem prestigiados na coluna de Alexandra Corvo

08/08/2013 – Alexandra Corvo harmoniza vinhos para receita de Ceviche de Camarão

Listinha da Semana!

imagesPai com senso de humor
– Vinha do Putto tinto 2009 R$62,00 – Mistral
Periquita R$29,90 – Pão de Açúcar

 Pai que gosta de novidade
– Mencía LB 2009 R$65,00 – World Wine


Pai esportista
Barmes Buecher Crémant D´Alsace Brut 2009 R$119,40 – Casa Flora

Ceviche Wessel
– Punto y Coma 2009 (PREÇO CORRIGIDO) R$76Almeria
– Paco tinto 2011 R$82,00 – Almeria
– Conde de Barcelos 30,80 – Adega Alentejana

%d blogueiros gostam disto: