Posts Tagged ‘corbières’

Listinha da Semana 03 de fevereiro de 2017

3 de fevereiro de 2017
Sul da França
– Rhône, Château Terre Forte Côtes-du-Rhône Rouge! – Premium wines
– Crozes-Hermitage, Septentrionales  – Santa Luzia
– Ventoux, Delas Prères Côtes du Ventoux   – Grand Cru
– Lirac, Domaine Lafond 2012 Tinto – Baccos.com.br
– Vacqueyras, Maison Bouachon Pierrelongue 2011  – Wine.com.br
– Languedoc, Jaja de Jau Syrah 2013  – Zahil
– Saint-Chinian, Carignator III Domaine Rimbert 2014  – De la croix
– Minervois, Plaisir d´Eulalie Isabelle Coustal  – Tastevin
– Corbieres, Le Clos AOC Domain Sainte Eugénie Rouge 2013  – Wine.com.br
– Banyuls, Rouge 2011 M. Chapoutier  – Mistral
– Provence, Rosé Domaine de Saint Ser Cuvée Prestige 2014 – Chez France
– Provence, Haedus Rouge Ferry-Lacombe  – Zahil
– Bandol, Château de Pibarnon Rosé  – Zahil
imagens

Clique aqui e ouça os áudios da semana.

Anúncios

Listinha da Semana! 10 de Abril de 2015

10 de abril de 2015

 

Dão
– Quinta Dos Roques Quinta do Correio Dão Branco 2012  – Decanter
– Quinta da Garrida Tinto 2011  – Portus Cale
Cotes du Rhône
– Les Chèvrefeuilles 2013 – Delacroix
– Cotês du Rhône Tinto Clerget Terroirs 2011  – Evino
Beaujolais Villages
– Beaujolais Villages Domaine de Saint Ennemond 2013- Tastevin
– Louis Latour Beaujolais-Villages 2013  – Inovini
Corbières Harmonização Wessel
– Le Clos AOC Corbières Rouge 2012  – Wine.com
– Corbières, Château Etang des Colombes Tradition  – Tastevin

 

 

 

Torresminho e seu vinho.

15 de maio de 2010

Sim, sim. Não preciso repetir que é óbvio que há vinho para tudo, para todos e para qualquer ocasião. Acho tão passé as pessoas que fazem cara de “ai que absurdo” porque torresmo é uma coisa tão popular e vinho (para alguns idiotas) é uma coisa tããão chique.

Anfan, hoje é sábado, dia de feijoada e, com o frio que estava, eu não ia encarar uma caipirinha geladinha, por mais vontade que estivesse. A fejuca foi na casa de mamãe, portanto aproveitei e ataquei a adega do meu pai. Corbières, senhoras e senhores. 2004. Sim, é de lá, do sul da França, o vinho que ficou delicioso com torresmos, costelinha de porco e depois, toda a feijoada.

O vinho em questão é o Clos Canos, da AOC Corbières. A região é grande e dividida em vários pequenos terroirs. Basicamente estamos falando de uma região acostumada a bastante Carignan e Grenache. Mas acho que o que realmente contou aqui foi a idade.

O vinho já está com 6 anos, tem ótima acidez, com taninos, mas está bem redondinho, fácil, mas ainda com um força boa de álcool. O que aconteceu é que ele ficou bem frutado quando encontrou a gordura e o salgado do torresmo.


%d blogueiros gostam disto: