Folha de São Paulo: Vinho pra queijos picantes

by

folha

 

Vinho pra queijos picantes

Muitas pessoas confundem, ou acham muito parecidos, o gorgonzola e o roquefort. Mas, eles não têm nada a ver um com o outro. O gorgonzola é, italiano, precisamente da região da Lombardia. É feito com leite de vaca e o fungo que atua sobre ele é o penicillium glaucum.

O roquefort é francês, da região de Rouergue, no sudoeste do país. É de leite de ovelha, e o fungos são penicillium roquefort, que existem naturalmente nas caves de calcário daquela zona.

Como eu não sou especialista (se contarmos pela quantidade que como, talvez eu seja) em queijos, vamos focar mais no sabor que em especificidades de cada um.

No francês, o leite de ovelha dá um sabor mais caramelado e o fungo dá uma nota metálica picante.

No italiano, o leite de vaca confere notas mais amendoadas, com graus diferentes de picância, pois há os “doces”, mais cremosos e amanteigados, e os “picantes”, com uma nota do fungo mais evidente.

Acontece que, curiosidades à parte, a maior porção do que consumimos aqui no Brasil não tem nada a ver com os originais. Apesar de, muitas vezes, serem extremamente bem feitos, nunca é a mesma coisa. O lado ruim disso é que perdemos as nuances.

O lado bom é que os “tipo roquefort” e “tipo gorgonzola” feitos aqui costumam ser mais suaves no sabor e, às vezes, se assemelham. Isso é bom porque nos testes que fiz, os vinhos que combinaram com um, também combinaram com o outro.

Então, para fazer a brincadeira com os vinhos, comprei marcas brasileiras destes dois tipos de queijos, comumente encontradas na maioria dos supermercados e degustei com vários vinhos.

A surpresa foi que, apesar do forte caráter, esses queijos se mostraram versáteis com estilos diferentes de vinhos –adocicados, como o Monbazillac, frutados do novo mundo e até vinhos mais duros e tânicos como o Bordeaux.

Monbazillac Ch la Maroute 2012
O vinho, doce e perfumado, forma um contraste incrível, em que um evidencia o outro
REGIÃO Sudoeste da França
QUANTO R$ 62
ONDE Carrefour; carrefour.com.br

Richland Pinot Noir 2014
Um tinto delicado e simples, que fica mais frutado e deixa o sabor do queijo mais amanteigado
REGIÃO Riverina, Austrália
QUANTO R$ 74
ONDE Kmm; tel. (11) 3819-4020

Echeverria Classic Collection Merlot 2012
O vinho, que é bem frutado, fica mais evidente. O queijo perde um pouco da força, mas se mantém saboroso
REGIÃO Curicó, Chile
QUANTO R$ 71
ONDE Mr. Man; tel. (11) 3030-7100

Ch. Timberlay Bordeaux Supérieur 2011
Um tinto tânico e firme que fica mais frutado e deixa o queijo com um sabor cremoso e levemente picante
REGIÃO Bordeaux, França
QUANTO R$ 66
ONDE Santa Luzia; tel. (11) 3897-5000

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: