Harmonização da Semana! Tapioca de beterraba com vinho da Alsace

by

Tapioca de beterraba com pesto de rama de cenoura

1

Pedro de Artagão

Usar a gastronomia como ferramenta de transformação social é a luta do Instituto Maniva, criado em 2002. Para ajudar na sobrevivência dos agricultores do Brasil, o instituto já ensinou a mais de 3 mil crianças a importância da mandioca, uma das mais antigas bases alimentares da história do Brasil, estimulando assim o seu plantio. Em 2006, interessados pelo projeto, chefs badalados se uniram ao Maniva e formaram o grupo chamado Ecochefs. São 18 cozinheiros com responsabilidade socioambiental, que têm a missão de promover a comunicação e a ponte na cadeia produtiva da mandioca. Em outras palavras, eles arregaçam as mangas do dolma (aquela roupa típica de cozinheiro profissional) e ensinam o chef Pedro de Artagão na feira orgânica do Jardim Botânico, que acontece todo sábado fazer tapioca nas feiras orgânicas do Rio para estimular seu consumo e, consequentemente, seu plantio. Mas claro que os chefs badalados não poderiam fazer um prato comum. Eles ensinam a tapioca pink, que já coleciona um grande número de fãs pela cidade. “É só usar o suco da beterraba para hidratar a tapioca”, explica o premiado Pedro de Artagão, 34, que comanda o restaurante Irajá, em Botafogo. A cada dia de feira, um ou dois chefs batem ponto na barraca do instituto. Entre eles, Claude Troisgros, 57, Thomas Trois- gros, 31, Flavia Quaresma, 46, e Teresa Corção, 58, criadora do Maniva. “Os ecochefs abraçaram a causa da agricultura familiar porque valorizam o trabalho do pequeno produtor e sabem que é preciso fortalecer essa ponta da cadeia alimentar para que todos tenham na mesa produtos frescos e saborosos”, explicou Teresa. “De quebra, quem vem consumir a tapioca pink ainda faz a feira da semana só com produtos orgânicos”, completa Pedro. O chef ainda ensina como aproveitar alguns alimentos que as pessoas costumam jogar no lixo. Prova disso é o recheio da tapioca, feito com aquela rama da cenoura.

clique aqui para ampliar.

clique aqui para ampliar.

 


3A tendência de consumir produtos orgânicos não está acontecendo só no universo da comida. Muitos produtores de vinho também têm encontrado nessa forma de produção uma maneira de obter bebidas mais saudáveis. Não utilizando agrotóxicos, produtores de vinhos orgânicos garantem levar a seus consumidores, além de maior saúde, sabores ainda mais puros. Há, porém, uma discussão se os vinhos são realmente mais saborosos se produzidos dessa maneira. Mesmo assim, vale aplaudir a iniciativa desses viticultores que, independente do resultado final, garantem que as terras onde trabalham permanecem livre de agrotóxicos. A fim de brindar a iniciativa, escolhi um vinho para harmonizar que, além de orgânico, é extremamente saboroso. Aproveite e deguste! Gentil d’Alsace Domaine Bott-Gey 2012, R$ 58.

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: