Touriga: portuguesa com certeza (Folha de SP)

by

folha

Touriga: portuguesa com certeza

Em 2010, fui convidada para a 1ª Conferência Internacional dos Vinhos de Portugal. O evento teria palestras legais, degustações, convidados internacionais e inclusive uma “master class” do ícone da literatura de vinhos, a inglesa Jancis Robinson.

Também havia uma apresentação sobre as virtudes e a importância da uva portuguesa touriga nacional, algo que me chamou a atenção. Chamou minha atenção porque Portugal não é um país que -ao menos não tradicionalmente- foca os vinhos varietais. Sua riqueza reside muito na variedade de suas regiões.

A região de Vinhos Verdes dá vinhos frescos porque, entre outros motivos, está perto do mar. A do Douro, de clima continental extremo, dá tintos potentes e alcoólicos.

As uvas são importantes? Lógico que são. Mas é menos comum ver vinhos de uma única casta. Geralmente, são combinações de uvas que ilustram bem as características da tradição e terroir de cada região.

Achei essa espécie de lobby bizarra. Pena tentar simplificar Portugal, rico em nuances, a um país que tem a touriga nacional como ícone.

Conversei com Jancis Robinson depois, que me disse que é necessário, de fato, ter cuidado com divulgar uma uva só. Para ela, a maior vantagem de Portugal é sua imensa variedade de castas autóctones.

Contrariando, no entanto, o que acabei de dizer, a touriga dá vinhos perfumados, com notas de violetas, jabuticaba, frutas pretas e açaí.

São vinhos suculentos e enchem a boca com taninos finos, ricos, imponentes e elegantes ao mesmo tempo, com frutosidade ímpar. A região onde são feitos importa? Lógico.

Escolhi quatro boas expressões da uva em diferentes zonas.

Vista TN 2009 (Beiras)
Frutado, gostoso, boca fácil, muito saborosa, sem arestas
QUANTO R$ 35
ONDE Santa Luzia (tel. 0/xx/11/3897-5000)

Só Touriga 2006 (Península de Setúbal)
De boca delicada. Fresco, elegante e floral, típico do clima atlântico dessa zona
QUANTO R$ 115
ONDE Portus Cale (tel. 0/xx/11/3675-5199)

Quinta do Cachão 2009 (Douro)
Frutado intenso, licor de jabuticaba, violetas. Boca cheia, frutada, rica, com taninos suculentos
QUANTO R$ 71,50
ONDE Casa Flora
(tel. 0/xx/11/2842-5199)

Senses 2010 (Alentejo)
Amadeirado, com notas de baunilha e fruta, com mais álcool, clássico do calor alentejano
QUANTO R$ 91,70
ONDE Adega Alentejana (tel. 0/xx/11/5044-5760)

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: