Brancos de alma tinta

by

folha

Brancos de alma tinta

Chegam essas festas de fim de ano e eu entro em parafuso porque no Brasil vivemos um dilema grave de harmonização triangular (acabei de inventar este termo): o de harmonizar o clima com a comida e ainda considerar o vinho.

Enrolamos algodão nas árvores de natal e, certos do frio polar que está chegando, preparamos ceias monumentais, à base de muita carne, como se fôssemos alimentar ursos polares. São ceias deliciosas, é verdade.

Mas ficariam superbas se acompanhadas de incríveis garrafas de grandes tintos encorpados, cheios de taninos e ricos em álcool. Só que lá fora faz 38 graus. E aí?

E aí que fiquei matutando e lembrei que há brancos que têm uma alma tinta. No sentido de que são amplos, cheios, encorpados e que pedem carnes gordurosas e cheias de sabores fortes para se expressarem ao máximo.

Curiosamente, olhando minhas anotações, percebi que muitos destes vinhos são produzidos com a uva chardonnay.

Originária da Bourgogne, ela dá vinhos com aromas de mel, maçã, amêndoas e notas algo abaunilhadas. Por estas características, nos melhores casos, combina muito bem com fermentações e estágios em barricas de carvalho novo.

Isto porque o carvalho novo complementa estas notas abaunilhadas, mas também dá toques tostados, algo defumados que combinam com as grandes carnes.

A capacidade de a chardonnay manter bons níveis de acidez, mesmo dando vinhos untuosos, complementa sua vocação para harmonizar com carne.

Levanta seus sabores, evidencia sua gordura, mas mantém as textura cremosa, que é o que esperamos dos grandes pratos natalinos. E, para quem não deixa a tradição portuguesa pra trás, sim, também são ótimos para os pratos clássicos de bacalhau.

Os vinhos de chardonnay bem dosados com barrica de carvalho são grandes coringas gabaritados para fechar nosso trio amoroso: comida, vinho e clima.

Pernand-Vergelesses Vieilles Vignes 2007 Nicolas Potel – Borgonha
Notas de toffee e baunilha. Boca ampla, toque defumado e ótima acidez
Onde Premium, tel. 0/xx/11/2574-8303
Quanto R$ 169,72

Cova da Ursa 2009 – Bacalhôa – Terras do Sado
Notas amanteigadas e tostadas. Boca cheia, com ótima frutosidade, muito longa e saborosa
Onde Portus Cale tel. 0/xx/11/3675-5199
Quanto R$ 92,40

Cervaro della Sala 2008 – Antinori – Umbria
Aromas de maçã assada e amêndoas. Boca gordurosa, notas lácteas balanceadas com frescor frutado
Onde Wine Brands tel. 0/xx/11/2344-5555
Quanto R$ 239

Divinus 2008 – Sanchez Muliterno
Notas de madeira seca, lareira e nozes. Ótimo balanço de frescor com força alcoólica e textura firme
Onde http://www.evinhosdaespanha.com
Quanto R$ 89

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: