Da África (Folha de SP)

by

21/11/2012 – 03h32

Da África

Por causa do feriado da consciência negra, andei me perguntando o que o magnifíco continente de onde vieram magníficos povos tem feito em termos de produção de vinho.

Pela sua dimensão continental, claro, há coisas variadas. O norte produz algumas coisas interessantes, mas a cultura islâmica e o pouco investimento ainda não permitiram que a região se desenvolvesse.

As uvas costumam ser as mediterrâneas, como carignan, cinsault e mourvèdre. Mas, a realidade é que apenas a África do Sul tem conseguido resultados expressivos, pelo menos por enquanto.

Nos anos 20, desenvolveram uma uva para chamar de sua, a Pinotage, um cruzamento das francesas pinot noir e cinsaut (ali chamada de Hermitage). Dá estilos variados, desde mais elegantes com notas de ervas, até frutados intensos amadeirados.

Stellenbosch, perto da cidade do Cabo, é a região mais importante, produzindo grandes tintos de uvas internacionais, mas com destaque para a pinotage, sempre de estilo potente e rico.

O vinho da região de Contancia, feito de uvas colhidas muscat colhidas tardiamente e bem secas e doces, teve seus dias de glória no século XIII e há registros de que Napoleão comprou mais de mil litros para seu exílio e que o tomou em seu leito de morte. Apesar da decadência, algumas casas tentam hoje recuperar sua glória.

Franschoek, minúscula região, carregada de cultura francesa no vinho e na gastronomia, produz vinhos de todos os tipos. Paarl tem clima quente e foca em tintos produzidos em altitude. Robertson, apesar do clima quente, tem bons resultados com brancos e os tintos são de estilo elegante.

Para celebrar a África colorida e seus povos fabulosos, uma pequena seleção.

Fairview Pinotage 2010 – Stellenbosch
Aromas de frutas negras aliadas a especiarias doces. Boca cheia e tânica.
Onde Ravin, tel.: 0/xx/11/5574-5789
Quanto R$ 72

Nederburg Première Cuvée Brut – Western Cape
Aromas de uvas verdes com um toque de pêssego. Espuma cheia e acidez refrescante.
Onde Casa Flora tel.: 0/xx11/2186-7676
Quanto R$ 41

Raka Sauvignon Blanc 2009 – Overberg
Notas muito frescas de maracujá verde e pimentão verde. Acidez cítrica e corpo magrinho.
Onde Decanter, tel.: 0/xx11/3702-2020
Quanto R$ 69

Danie de Wet Pinotage 2011 – Robertson
Denso, achocolatado, com tostado pronunciado. Boca cheia, finalzinho amargo.
Onde Mistral, tel.: 0/xx/11/3372-3400
Quanto R$ 48

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: