Indo para a Bourgogne

by

Fui convidada pelo BIVB (Bureau Interprofessionel de Vins de Bourgogne – o órgão oficial dos vinhos da Bourgogne) para fazer um curso de formação para ser Instrutora Oficial dos vinhos da Bourgogne no Brasil.

Não sei se vocês sabem, mas estudei vinhos na Suiça e, nesta viagem, viajei pela Swiss, que é uma senhora companhia aérea. No avião, já pude matar um pouco das saudades do bom (e difícil de encontrar) vinho suiço. Um Pinot Gris, produzido na região de Zurich não me deixou dúvidas sobre a crescente qualidade dos vinhos daqui. Notas de amêndoas, toques de geleia de fruta cítrica. Na boca é cheio, gordo, cremoso, mas totalmente fresco e com um acabamento impecável, muito longo.

Um grande Pinot Gris suiço, da região de Zurique

Aproveitei que cheguei por Geneve e fui visitar uma grande amiga, Onne Guelbenzu, filha do grande produtor de vinhos espanhóis. Fomos dar uma volta pela cidade, que estava ensolarada e convidativa para um Dôle Blanche, um vinho simpaticíssimo, tipicamente suiço, da região do Valais. Eles vinificam a Gamay e a Pinot noir em branco, ele fica levemente rosé e é um drinque perfeito para dias quentes “au bord du lac Léman” – à beira do lago, como eles adoram ficar no verão!

Geneve é infinamente deliciosa….ah, La Dôle blanche!

Uma viagem de trem depois e estava na linda cidade de Beaune, onde vou ficar pelos próximos dias estudando os vinhos e a gastronomia da Bourgogne. Os Bourguignons são muito hospitaleiros e, ao chegar ao quarto, uma garrafa de um branco 1er Cru “En Sazenay”2009 da região de Mercurey, produzido por Tupinier – Bautista me esperava. É ele que estou tomando enquanto compartilho com vocês as primeiras sensações de estar na Bourgogne com os melhores profissionais do vinho. O vinho alia à perfeição um lado amendoado, com um toque de frutas brancas, uma nota mineral e um toque levemente tostado, muito leve. na boca é cremoso, fresco, com um toque firme de álcool todo perfumado, muito longo, com um potencial de envelhecimento evidente. Por hoje é só. Tentarei mantê-los informados, já que a agenda vai ser apertada! Au revoir.

As boas vindas, com um lindo 1er Cru de Mercurey

Tags: , , , , , ,

Uma resposta to “Indo para a Bourgogne”

  1. Nilson Cesar Says:

    babando..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: