A fenomenal Malagousia, da Grécia

by

(to read in english, please, scroll down)

Nunca ouviu falar né? Pois é, a não ser que venha dar um passeio pelo norte da Grécia, provavelmente não terá a oportunidade de degustar esta jóia do país. Malgousia é uma uva branca autóctone grega que foi redescoberta nos anos 70 pelo professor Logothetis da Universidade de Thessaloniki. Originária da Etoloakarnania (centro-oeste do país), foi plantada num vinhedo experimental em Halkidiki, Macedônia.

Em pouco tempo, produtores como Gerovassiliou (famoso pelo Domaine Carras) se interessaram pela uva e deram destaque para ela. Hoje ela é plantada em várias regiões (Attica, Drama, Mykonos, Florina). Basicamente, ela gosta de climas não muito quentes, pois perde a elegância aromática. Precisa de pequenos rendimentos, mas não muito pequenos, pois sofre com stress. Toda essa delicadeza necessária nos cuidados com o vinhedo se refletem no vinho.

Ontem, durante meu primeiro jantar aqui, tive a oportunidade de degustar um, da região de Florina. Florina é o extremo oeste da Macedônia,  perto da Albânia, num clima bem frio, de clima continental, quase extremo. São solos aluviais, com areia, qua nunca ouviram falar de filoxera. E ali, o Domaine Alpha é um dos grandes. Foi o que tomei. Impressionante. Num primeiro momento, era um aroma que lembrava os muscat. No entanto, sem o lado mais floral exuberante ou que, às vezes, pode ser enjoativo. Era delicado, mas exuberante. Além da nota floral, tinha toques de limão, grama cortada. Quando ganhou temperatura, ficou mais elegante, lembrava mais um pimentão verde fresco, sempre com o fundo floral. Na boca é muito cremoso e fresco, ao mesmíssimo tempo. O sabor é longo, delicado, com toques de grama cortada e flores no retrogosto.  Fiquei muito bem impressionada com a força e a delicadeza do vinho.

Abaixo alguns mapas. O primeiro (a região em vermelho) é a região onde ela foi encontrada. O segundo, é Halkidiki, onde ela foi desenvolvida e o terceiro é Florina, de onde vem o vinho que tomei.

Etoloakarnanias -

Halkidiki

Florina, onde fica o Domaine Alpha

THE PHENOMENAL MALAGOUSIA FROM GREECE

You’ve never heard of it ,right? Well, unless you take a trip through the north of Greece, you will never get to taste this jewel. Malgousia is a local white grape that was rediscovered in the 70’s by professor Logothetis of the University of Thessalonika. Originally from Etoloakarnania (mid-eastern Greece), it was planted in an experimental vineyard in Halkidiki, Macedonia.

In no time , producers like  Gerovassiliou (famous for Domaine Carras) became interested in the grape and gave it a lot of attention. Today it is planted in a number of regions (Attica, Drama, Mykonos, Florina). Basically, it likes climates that are not very hot, as it loses its aromatic elegance. The yield needs to be small, but not too small, as it suffers stress. We see all this care that was necessary with the vine, reflected in the wine.

Yesterday, while I was having my first dinner here, I had the chance to taste one from the Florina region.Florina is in the far east of Macedonia, near Albania, where the climate is really cold, continental, almost extreme. The soil is alluvial, that has never even heard of phylloxera. And there, Domaine Alpha is one of the big ones. This is the one I tasted. Impressive. My first impressions were of an aroma that reminded me of a muscat. However, without the exhuberant floral side that at times can be a little nauseating. It was delicate, but exhuberant.Other than the floral note, there were hints of lemon and cut grass. When it gained temperature, it became more elegant, reminded one of fresh green peppers, always with a floral background. On palate it is very creamy and fresh, at exactly the same time. The flavour is long, delicate, with hints of cut grass and flowers in the aftertaste. I was highly impressed with the strength and delicacy of the wine.

about the maps. The first (the red region) is the region where it was found. The second is Halkidiki, where it was developed and the third is Florina, where the wine I drank comes from.

Tags: , ,

Uma resposta to “A fenomenal Malagousia, da Grécia”

  1. Vitor Lima Says:

    Oi Ale,
    Uvas autóctones são interessantes mesmo. Malagousia…que descoberta!
    Só atravessando o mundo mesmo pra poder experimentar essas raridades.
    O mais curioso é saber que em vários lugares da Europa onde os solos são arenosos e aluviais a filoxera não atacou. Os livros não comentam muito isso.
    Acho que faz parte da surpresa, voce chegar no vinhedo e o viticultor falar: Esse vinhedo é inteiro plantado em pé franco.
    Abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: