Mais do Sudoeste, ainda por Vitor Lima

by

Vitor Lima, meu grande aluno (já virando meu professor) manda notícias do sudoeste da França, com info legal sobre regiões que a gente fala pouco por aqui. Olha aí.

Monbazillac é uma apelação ao sul de Bergerac e sua principal característica é produzir VDN no estilo de Sauternes e Barsac, porém com qualidade e preço inferiores. Ultimamente os produtores estão utilizando critérios de produção mais rigorosos, a colheita mecânica foi abolida e além disso, muitos vinicultores de Monbazillac estão concentrando seus esforços para produzir os vinhos apenas com uvas Botritizadas como em Sauternes e Barsac. Principais uvas Sémillon, Sauvignon Blanc e Muscadelle.

 

Domaine de Grange Neuve – Cuvée Perles de Soleil 2007

Monbazillac – Dordogne – França

Sémillon, Sauvignon Blanc. (Branco Doce)

Aromas: Goiabada, gerânio, mel.

Boca: muita cremosidade, pouca acidez, álcool passa um pouco do ponto.

Final longo e untuoso com retro gosto lembrando fermento de pão.

Vinho bem feito, porém faltou um pouco de acidez e sobrou álcool o que o tornou um pouco óbvio e sem muita complexidade. Está pronto para ser consumido e não irá evoluir mais na garrafa.

 

 

Buzet é uma apelação de 1800 hectares que até a idade média pertencia a Bordeaux. Seus vinhos são muito similares aos da apelação Haut Medoc, porém com rendimentos mais baixos por hectare. O solo é composto de argila, calcário e cascalho e as principais uvas cultivadas na região, são Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Côt. Essa região é muito conhecida por seus tintos potentes e cheios.

 

Domaine de la Maison Neuve – 2008

Buzet – Dordogne – França

Cabernet Sauvignon (tinto)

Aromas: Cassis e frutas negras, café (grãos tostados), pimenta do reino, floral intenso.

Boca: Vinho encorpado, acidez viva, taninos macios e equilibrados, álcool pronunciado porém equilibrado. Final longo com cassis no retrogosto, amargor elegante e uma persistência ligeiramente salgada.

Fechado no início, mas após algumas horas aberto o vinho mostrou-se intenso e perfumado, com os aromas de cassis e floral. Muito intenso, potente e excelente para acompanhar refeições, principalmente com cordeiro ou carne de porco com molhos adocicados como ameixas. Vinho muito interessante e típico de Buzet, as notas florais desse vinho são surpreendentes.

Por Vitor Lima

3 Respostas to “Mais do Sudoeste, ainda por Vitor Lima”

  1. Renato Says:

    Onde posso encontrar esses vinhos?

  2. Tweets that mention Mais do Sudoeste, ainda por Vitor Lima « Alexandra Corvo -- Topsy.com Says:

    […] This post was mentioned on Twitter by Raul Lima, Alexandra Corvo. Alexandra Corvo said: Mais do Sudoeste. Regiões incríveis e desconhecidas : http://t.co/UhMzu8D […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: