Parabéns para mim!

by

dirty martini e carpaccio: perfection!

Hoje, dia 20, é meu aniversário.
Mas como eu sou ansiosa, comecei a celebrar no sábado, com medo de não dar tempo de tomar e comer tudo o que eu queria.

Comecei no Gero. O melhor serviço de todos os restaurantes que conheço. Eu respiro para pedir um negócio, eles trazem. Viro para pedir outra, já está lá. Um gringo chegou, sentou do nosso lado no bar, e o barman perguntou se ele ia tomar o “de sempre”. Em choque com a memória do barman, ele disse “nossa, como ele lembra? só vim uma vez aqui!”. Essa é a escola Fasano, a de colocar o cliente e suas preferências em primeiro lugar.
Eu pedi um dirty martini e o maridão pediu um dry, classicão. Tremenda execução, os 2 estavam perfeitos. Pedimos um carpaccio para começar. Sempre falamos muito de harmonização de vinhos com pratos, mas temos que lembrar que tudo é harmonizável: então fica a dica. Um carpaccio perfeito, com a carne saborosa, sem gosto de congelado, macia, com um azeite perfumado e um parmesão salgado e lácteo combina PERFEITAMENTE com um martini bem seco e com notas salgadinhas, como é o caso do dirty martini (que leva um pouco da água da azeitona).

Eu levei um vinho. Claro que liguei antes para perguntar se tudo bem e se eles cobravam rolha. Levei o Cabernet Sauvignon do Yair Margalit, sem sombra de dúvidas, um dos maiores enólogos israelenses. O vinho é muito elegante. Aromas de cedro, de perfume de homem, tem frescor, notas de folhas secas, um toque de cereja ácida. Na boca tem essa acidez, um estrutura de taninos firmes, mas que não se sentem, estão lá só dando o corpo. Tem ótima acidez, frutas, de novo a cerejinha fresca, é longo, sutil e gigantesco ao mesmo tempo. Esse vinho vem do vinhedo de Kadita, que é um clima mais fresco na região da Galileia, do norte de Israel. Pedi um pernil de cordeiro, com um massa fresca feita no próprio caldo da carne, impressionantemente saboroso. A carne desmanchava e tinha aquele gosto animal do cordeiro que eu adoro, forte e tostado. Meu marido pediu um T-bone gigantesco que ficou excelente, firme, suculento e gigante. Roemos até o osso. Diga-se de passagem, para mim, perto do osso é onde está todo o sabor.

chegando ao céu: serviço, vinho e pratos perfeitos.

Tive a honra de ser servida por Willians, querido maître do Gero e aluno da formação profissional da minha escola, por Gabriela, sommelière da casa há pouco tempo, mas já mostrando elegância e serventia essenciais à profissão, Ismael, sempre absurdamente simpático e fui honrada também com uma visita de Manoel Beato, maestro, professor, essência da sommellerie mundial, que compartilhou conosco um clos st. denis do Dujac que eu quase caí para trás da cadeira. Um Bourgogne rico, exuberante, com cerejas pretas, vermute, folhas pisadas e tabaco no nariz.

Não vamos falar de preços. Alto ou baixo, caro ou barato. Este nível de serviço, na minha modesta opinião, vale cada centavo. Simplesmente porque, em se tratando de serviço em restaurante, estamos falando de uma raridade. E esse tipo de pérola, é realmente difícil de encontrar.

10 Respostas to “Parabéns para mim!”

  1. Rodrigo Aguilera Says:

    Primeiro parabéns pelo aniversário!
    Olha, deu tanta vontade que quando for em outubro ai pra SP tenho que comer esse pernil de cordeiro.

    abraços,
    Rodrigo Aguilera

  2. jose roberto l. de assumpçao junior Says:

    Ola como vai

    felicidade nesta data para a sua familia

    atenciosamente

    jose roberto l. de a. jr

  3. Phedra Says:

    Cara Alexandra,

    Felz Aniversario!! Cheguei Ontem da viagem á Grécia, que foi maravilhosa e super proveitosa!
    A Presidente, Sra Ianna Tsantalis REITERA seu convite á você, e espera ansiosa em conhecê-la (ainda mais agora, depois que falei mais de você). Assim, se Deus e a sua agenda lotada permitirem, no ano que vem (Maio é uma excelente época, que tal??), pasaremos no minimo uma semana por lá e comemoraremos seu aniverário “antecipadamente” na Taverna Rapsópolis, que fica no Monte Olimpos, perto dos vinhedos de Rapsani; na Taverna Ialós junto ao mar Egeu, ou no chiquerrimo Thallasses, estilo cozinha grega moderna! O que não vai faltar é lugar para escolhermos, com certeza! Só não prometo almoço no Mosteiro de São Panteleimon, no Monte Athos, pois infelzmente mulheres não entram, mas os homens que lá estiveram disseram que é algo “inimaginável”, tanto em questões gastronômicas (agora teremos o Azeite Grego Extra Virgem do Monte Athos, elaborado pelos proprios monges, e em breve no Brasil), como no visual incrivel dos vinhedos com vista para o Mar Egeu. Coisa dos Deuses, só pode ser!
    Mais uma vez, Feliz Aniverário querida Alexandra!! Muitas Felicidades, muita saúde e muito sucesso, pois você merece.
    bejos
    Phedra

  4. claudia reis Says:

    Olá, professora! Mil parabéns pelo aniversário! Seu blog e ótimo e eu virei leitora fiel. Você é uma jornalista de enogastronomia nota mil. bjs

  5. Fritz Says:

    Parabéns atrasado!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: