A Alma de uma Vinha

by

Para entender um vinho, é necessário entender e conhecer a vinha e a viticultura de um local. Principalmente quando se trata de um vinho chamado Anima Vitis, que justamente significa, a alma da vinha. Não só significa isso, como transmite, pela sua qualidade, o respeito e o amor que a família Boscato, representada pelo Sr. Clóvis e sua filha Roberta, tem pela vinha. Depois de degustar o vinho e pensando um pouco na abordagem forte viticultural dos Boscato em relação a seus vinhos, pedi uma entrevista focada nesses aspectos viticulturais do que é hoje, segundo minha opinião, o melhor vinho brasileiro. Roberta Boscato, senhoras e senhores:

AC: Quando foi fundada a vinícola? Em 1983.

AC: Quantos hectares plantados em vinhas? São 13 hectares divididos em duas áreas de vinhedos. Vinhedo I, na encosta superior do Vale do Rio das Antas, com 5 hectares plantados e Vinhedo II no platô do Vale de 8 ha plantados.
AC:Que idade tem as vinhas?  Atualmente as mais velhas têm 15 anos as mais novas têm 6 anos, todas em produção.

AC: Estão todas em espaldeiras? Sim. Todas em espaldeiras, mas em densidades diferentes, conforme os diferentes áreas, tipos de solo e ano de plantio das videiras.

AC:Sobre que tipos de solos estão seus vinhedos? São solos Litólicos Eutróficos e Litólicos Distróficos, que variam na sua constituição, conforme a profundidade e declividade. São rasos e de origem basáltica, cujo o relevo varia de platôs a patamares de vertentes nas encostas do Vale. Há presença e variação de micronutrientes (magnésio, cálcio, manganês, boro, ferro, sódio, enxofre, etc..), são pedregosos, que variam de muito de profundidade numa média de 15 a 60 cm. A primeira camada de solo, de 5 a 10 cm é de origem orgânica formada pela decomposição da vegetação presente. Em muitos casos há afloramento de rochas.

AC:Que densidade de plantação vocês praticam e quanto produzem em média por vinha?

As densidades variam entre 7000 e 4000 plantas por hectare e a produção média por videira varia de 800g a 3 kg. Do Anima Vitis, em 2005 variou de 800g a 2 Kg.

AC: Estive em seus vinhedos há 2 anos mais e vocês nos mostraram seu sistema de irrigação, explicando que, ao contrário do resto da região, o lugar onde vocês estão é bastante seco.  Descreva um pouco o clima ao longo do ano. O clima é subtropical úmido, como todo o Rio Grande do Sul. O que varia muito são as condições climáticas do microclima dos vinhedos da Boscato. O microclima é basante diferenciado do resto do Estado e da Região, por ter invernos rigorosos, e verões muito quentes. Nossos vinhedos estão em uma localização privilegiada, a altitude e a exposição solar dos vinhedos propiciam condição maior de luminosidade e calor no verão. Aliado a isso a média de precipitação no período de primavera-verão é inferior a média da região, os solos rasos secam com mais facilidade, necessitando de irrigação em determinadas épocas do ano como no período de florescimento, entre outubro e novembro e no final safra, em março. Estamos em constante monitoramento do microclima, pois temos estação meteorológica própria. O sistema de irrigação é automático, sendo diferenciado para cada área conforme o tipo de solo e a necessidade das plantas em cada período. É importante salientar que o maior volume de precipitação no Estado do RS o corre no inverno e que essas variações de chuva durante o verão são freqüentes, sendo comum os períodos de estiagem, principalmente quando ocorre o fenômeno natural La Nina. O que varia em cada município ou microclima no nosso caso, pois Nova Pádua tem diferentes microclimas devido à condição de Vale, é a intensidade dessa estiagem, que em nossos vinhedos é severa, colocando em risco não apenas a uva, mas videiras, que quase foram perdidas em 2002.

AC:Exatamente onde ficam os vinhedos (localização, altitude)? Na encosta superior e platô do Vale do Rio das Antas, no município de Nova Pádua, Serra Gaúcha-RS.
AC:  Vamos falar do Anima Vitis. Quais são as variedades utilizadas e que idades têm as vinhas para o vinho. O Anima Vitis é  composto por 5 cultivares: Cabernet Sauvignon, Merlot, Ancellotta, Alicante Bouschet e Refosco. Em 2005, que é a safra do Anima Vitis o Cabernet Sauvignon tinha 9 anos, o Merlot 05 anos e o Ancellotta, Alicante Bouchet e Refosco 04 anos. O nome Anima Vitis significa alma da videira, já que esse vinho é o reflexo de todo o conjunto do terroir do vinhedo (solo-clima-videira) e do manejo do homem em todo o processo de produção das uvas e da elaboração desse vinho tão especial.

AC: Como foi 2005?

A safra 2005 foi muito boa porque em todas as fases da produção a videira. Ou seja, no inverno de 2004, julho-agosto, antes da poda das videiras fez muito frio, na primavera as temperaturas foram aumentando gradualmente, sem geadas bruscas, no verão fez muito sol e calor e no final da safra em março de 2005 a estiagem favoreceu a maturação completa das uvas.

É importante lembrar que na Boscato vinhos o monitoramento das condições de solo-clima-videira, é constante. As condições de temperatura, umidade do ar, radiação solar, ventos e umidade do solo, são aferidas, e com o armazenamento das informações, formam indicadores de desempenho que ajudam proativamente na seleção de uvas para cada linha dos vinhos Boscato ( Boscato, Reserva Boscato , Gran Reserva Boscato e Anima Vitis).

Os processos de vinificação, desde o recebimento das uvas ao envelhecimento em ambientes redutores, são controlados por equipamentos de precisão com perícia e sensibilidade. Os vinhos são amadurecidos em barricas de carvalho e envelhecidos nas garrafas em caves com as condições de luz, temperatura e umidade monitoradas. Degustações periódicas, obedecendo critérios próprios aliados a tecnologias enológicas mundias, conferem segurança na obtenção da maturidade adequada para cada safra.
AC: Falando um pouco de enologia, como produziram? Algum aspecto que você queira ressaltar da enologia? Segundo o diretor e enólogo da Boscato, Sr. Clovis em 2005 a safra excepcional as uvas em plena maturação, o solo e as condições climáticas adequadas e a produção limitada contínua por planta que a empresa adota, fez com que as 5 variedades vinificadas separadamente resultassem em vinhos excelentes.

AC: Como ocorreu o assemblage? O corte definitivo foi decido depois da fermentação, ou só de ver a fruta vocês já sabiam o que seria? O acompanhamento da qualidade das uvas além dos outros fatores é fundamental para a Boscato a cada safra. O corte definitivo foi feito depois da fermentação com o vinho pronto, de cada variedade.
AC: Barricas? O que usaram e quanto? Os 10.000 litros do Anima Vitis passaram por 13 meses de barrica francesa de tostatura média.

Tags: , , , ,

3 Respostas to “A Alma de uma Vinha”

  1. Didú Russo Says:

    Parabéns pela matéria Alexandra. Também admiro os Boscato. Bacio. Didú.

  2. Ronaldo Avila Says:

    Támbém conheço os vinhos Boscato e realmente são maravinhosos estou ancioso para Degustar este novo vinho Anima Vitis. Parabéns Familia Boscato.

  3. Cecília Leite Says:

    Bela matéria, Alexandra e meus cumprimentos aos Boscato!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: