Assim não dá

by

Isso é serviço de vinho? Repare na mão do camarada garçon, segurando no corpo da taça.E não foi um caso à parte. Todos os garçons cometiam o mesmo erro. É feio e pouco profissional. Isto foi um evento do Champagne Perrier-Jouet no espaço de eventos de um dos restaurantes mais caros de SP,  o Maní. Tanto cuidado com a comida e zero atenção ao serviço? Um clássico da “gastronomia” de SP.

Tags: , , , ,

12 Respostas to “Assim não dá”

  1. fernanda Says:

    nossa, é mesmo nunca tinha reparado, detalhes importantes do serviço! Adorei o blog
    abs

  2. fernanda Says:

    Pensamentos como esse de que detalhes não fazem diferença (então se a pessoa já comeu não interessa o jeito que o garçon retira o prato?) é que mantêm o serviço de muitas casas regular. A busca da excelência deve ser constante!
    abs

  3. Arthur Azevedo Says:

    Cara Alessandra,

    Essa foi uma crítica injusta, já que também estive lá e o serviço foi impecável. Se vc não percebeu, essas taças já foram usadas e o garçon as está retirando. Portanto, como segurara a taça não faz a menor diferença.

    Abraços, Arthur

    • sommelierprofissional Says:

      Caro Arthur, é Alexandra, com X.agradeço imensamente sua visita e comentário.
      Talvez, para seu critério, a crítica seja injusta e o serviço tenha sido impecável. A meu ver, como sommelier profissional, faz toda a diferença como você segura a taça, tendo ela sido utilizada ou não. A excelência no serviço não acaba quando a taça se esvazia. Taças se seguram pela haste e não pelo corpo.
      Além de ser deselegante, a taça precisará ser muito mais “esfregada” na lavagem por causa da gordura das mãos. As possíveis consequências: quebras, que geram prejuízo, a utilização de produtos que sejam abrasivos ou deixem resíduos de cheiros (nem todos os restaurantes têm o equipamento correto). Todos estes conhecimentos, a meu ver, são parte do trabalho de um sommelier e de um garçon profissional e devem, portanto, ser observados.

      abraço

  4. priscila Says:

    é isso que o artur azevedo ensina na ABS? segurar a taça por cima e por o dedão no cristal? talvez um estágio no restaurante faria bem para ele aprender um pouco da profissão em vez de ficar só falando.

  5. jb Says:

    acho bem curioso como invariavelmente os “hate posts” de blogs gastonômicos invariavelmente tem inúmeros erros de português.

    isso posto, chamo a atenção que o que causa revolta, como bem observado pela aleXandra, é um restaurante caro, que obviamente remunera muito bem sua brigada, oferecer um serviço de oitava categoria.

    tem mais é que expor os erros mesmo!

    apenas minha opinião.

    abraços a todos!

  6. agbres Says:

    Boa Noite,
    Em um restaurante com o este, realmente, não pode acontecer.
    Um evento deste porte é facil deduzir que a maioria do público presente não é leigo em vários sentidos.
    Ok, crítica correta! Mas, agressiva. Complementos, idem!
    Não é o que se diz, mas como Não é o estar certo ou errado, mas como apontar o erro.
    Humildade faz bem a todos! Bem aos certos e aos errados.
    Não que deva haver tolêrancia para erros da brigada. Mas, existe uma diferença entre ensinar-demonstrar e execrar.

    • sommelierprofissional Says:

      O que tem de agressivo na crítica? Dizer “está errado”, ou “É feio e pouco profissional” é sinônimo de agressão? Parece que, aqui no Brasil, quem busca rigor e excelência é tido como “duro” ou “agressivo”.
      Será que, por aqui, não somos bonzinhos demais? Será que não temos medo de que “não gostem da gente”? Então fingimos que somos legais e que está tudo certo, para que continuemos populares? Abgres (é esse seu nome, certo?). Muito obrigada por visitar mas, pense nisso. Não há nem agressividade, nem intolerância e sim um apontamento de algo que deveria ser melhor. E deveria, como você concorda. Não há agressividade. Há rigor. E essa é a base do meu trabalho: busca pela excelência. Há excelência sem rigor? E isso, a meu ver, não tem a ver com agressividade. Tem a ver com amor à profissão. Mas este é apenas o ponto de vista de uma jovem sommelière. Obrigada

  7. Helena Says:

    Como estudante de sommellerie, devo concordar com a Alexandra! Todo profissional deve buscar a excelência e os sommeliers não devem ser diferentes. Além de ser deselegante e errado, segurar a taça deste jeito sugere falta de higiene! Passa a imagem de um garçom descuidado, que pode vir a fazer o mesmo com as taças limpas. Um bocado desagradável não é mesmo? Porém, é algo fácil de se corrigir. Não se trate de luxo ou detalhe, supérfluo. É ítem básico de um bom serviço. Por isso, não entendi o porquê da “revolta” de alguns.

    Abraços,
    Helena

  8. barcinacozinha Says:

    Acho legal apontar os erros aidan mais em um restaurante que cobra alto pelo serviço, mas e quando o cliente poe os dedos cheio de gordura na taça ? De preferencia de um canard bem gordurento ?
    Deixa-se para lá e não se lava o copo do mesmo modo ?
    Me perdoem a ignorancia, mas eu só tive pizzaria e nunca usei copos de cristal lá, mas não se lava na maquina de lvar as taças “profissionais ” ?

    Faz diferença ter dedo engordurado no processo ?

    • sommelierprofissional Says:

      Olá barcinacozinha, tudo bom?
      veja, você pode ensinar sua brigada, mas você não pode querer educar o cliente. Se ele põe o dedo ou, ainda, se ele quebra um prato, enfim, somos nós, os donos do negócio, que temos que arcar com este custo – arrumar ou repor. E ninguém está falando de não lavar. Todo o contrário. Estamos falando de, sim, lavar. Não importa como, é óbvio que o material será lavado, não importa o tipo de estabelecimento, não importa o material do qual o equipamento é feito. Agora, em um restaurante de alto nível, com taças de cristal, a lavagem tem que ser muito mais delicada e com produtos que não deixem cheiro. Quando a taça está suja de gordura (não importa de onde veio) temos que ser mais vigorosos na lavagem, podendo causar uma quebra, etc. Era esse meu ponto.

      • barcinacozinha Says:

        Obrigado Alexandra,
        Seus comentário foram muito elucidativos.
        Sou muito inexperiente na “alta gastronomia” e isso me ajuda a enteder esse novo mundo.
        Continuemos assim, passando o conhecimento para quem ainda não possui.

        Abraços,
        Barci

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: